Embratur investe no mercado chinês

De olho em um dos maiores emissores de turistas do mundo, a autarquia tem como estratégia atingir os segmentos B2B e MICE da China.

Cônsul-geral José Vicente Lessa ministra palestra, na GITF, sobre o Brasil como destino turístico.

Cônsul-geral José Vicente Lessa ministra palestra, na GITF, sobre o Brasil como destino turístico.

O Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) apoiou, na China, uma importante feira dos segmentos B2B (Business to Business)  e MICE (Meetings, Incentives, Conferences and Events), a GITF 2017 – Feira Internacional de Viagens de Guangzhou, que ocorreu de 23 a 25 de fevereiro em Cantão. O evento contou com a divulgação dos principais destinos brasileiros no estande cedido pela Câmara de Comércio Brasil-Guangdong, em parceria com o Consulado do Brasil em Cantão. A Embratur cedeu à feira vídeos, materiais fotográficos e promocionais do Brasil. Houve também uma palestra proferida pelo cônsul-geral José Vicente Lessa sobre o Brasil como destino turístico.

“A China é um dos grandes líderes mundiais em termos de potenciais turistas. Os últimos dados divulgados pelo Anuário do Turismo do MTur indicaram que, em 2015, 53.064 mil chineses visitaram o Brasil. É um número importante, mas não tão significativo como a presença desses visitantes em outras regiões do mundo”, afirmou Tufi Michreff, presidente substituto da Embratur.

O presidente substituto explicou que, considerando a distância geográfica, o Instituto tem traçado estratégia conjunta com países da América da Sul para que esses turistas aproveitem o melhor do continente. “O turista brasileiro que viaja para a China, por exemplo, geralmente se programa para conhecer outros países próximos. Com a estratégia conjunta, queremos que os turistas vindos de lá usem a mesma lógica na América do Sul.”

Outra ação da Embratur citada por Tufi foi o investimento da autarquia, em 2016, na promoção de destinos brasileiros na maior rede social da China, a Weibo, por meio da divulgação do portal Visit Brasil. “O perfil do Visit, que é a nossa plataforma promocional do Brasil no exterior, alcançou 500 mil seguidores na rede social chinesa Sina Weibo no ano passado, concorrente do Twitter e que conta com mais de 132 milhões de usuários diariamente.”

A organização do evento contabilizou a presença de 980 empresas provenientes de 51 países e registrou um recorde de público. O número indicado foi de 142.300 mil pessoas, um aumento de 15.2% em relação ao ano passado. Outro registro apresentado foi o crescente interesse pelos chineses em relação à América do Sul.

Incentivo ao segmento MICE no Brasil

O MICE (Meetings, Incentives, Conferences and Events) é o 2º segmento que mais contribui no fluxo internacional de visitantes para o Brasil, após o de Lazer. Com um gasto médio diário de US$ 329,39 – segundo uma pesquisa realizada pela Embratur em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, em 2014 –, o turista estrangeiro de negócios e eventos é de grande valia para o turismo no Brasil. Dados do Ministério do Turismo (MTur) mostram que 20,2% desses estrangeiros vêm ao Brasil por motivo de negócios e eventos.

Pensando nisso, a Embratur investe no Programa de Apoio à Captação e Promoção de Eventos Internacionais desde 2003, com o intuito de sensibilizar e mobilizar a cadeia produtiva do turismo MICE, tornando o Brasil um dos destinos mais procurados para receber esses encontros internacionais.

SERVIÇO:

Embratur

(61) 2023-8541
www.embratur.gov.br
www.twitter.com/embraturnews
www.facebook.com/embraturbrasil
www.instagram.com/embraturbrasil

Deixe um comentário