Dia 10/12 é o Dia Universal do Palhaço: rir também é um bom remédio

trupe

Para integrar a Trupe da Alegria não é preciso ter necessariamente habilidades artísticas: basta boa vontade, bom humor e carinho pelo próximo.

Mensalmente, colaboradores da Oncomed BH trocam os jalecos e os trajes de trabalho por perucas coloridas, macacão e narizes de palhaço. Eles integram a Trupe da Alegria, grupo que se dedica a animar as sessões de medicação dos pacientes da clínica, com números artísticos, como contadores de histórias, shows musicais e brincadeiras. A iniciativa, que começou a ser desenvolvida em fevereiro de 2010, foi idealizada pela administradora hospitalar Cibele Antunes, com o objetivo de tornar mais agradável o tempo que os pacientes e seus acompanhantes passam na clínica, já que o aspecto emocional também contribui muito para a melhora do paciente em tratamento de câncer.

Para integrar a Trupe da Alegria não é preciso ter necessariamente habilidades artísticas: basta boa vontade, bom humor e carinho pelo próximo. O Grupo é dividido em três subgrupos com funções distintas: 1- Promoter da Alegria é a equipe responsável por programar as atividades e agendar convidados, como jogadores de futebol e comediantes. 2- OGrupo de Artistas executa os números artísticos e o 3- Termômetro do Humor tem a função de monitorar o atendimento dos setores da clínica. Além das apresentações musicais, a Trupe ainda é responsável por ações de valorização e afeto com os pacientes, como a recepção no primeiro dia de atendimento na clínica, deixando uma mensagem de incentivo, organização de despedidas e comemoração de aniversários.

Vale destacar que antes de encarnar os palhaços, todos os integrantes participaram de um curso ministrado por uma palhaça profissional, para se preparem para a tarefa, já que a função da Trupe vai além do mero entretenimento. Além disso, a Trupe da Alegria possui um estatuto próprio. Confira: 

Valores

– Foco nos clientes

– Calor humano

– Melhoria contínua nas apresentações

– Alegria

– Animação 

Missão

Contribuir com alegria e motivação aos que necessitam, tratar os nossos pacientes, colaboradores e familiares com sincero interesse trazendo acalento e esperança através de brincadeiras, músicas e muito carinho. 

Visão

Ser um doutor da Alegria reconhecido na área da saúde, voltado ao atendimento humanizado, com foco nos clientes e colaboradores, referenciados por outros grandes grupos de doutores da alegria que atue contribuindo como voluntariado.

“A importância da Trupe é trazer alegria para o paciente durante a aplicação da medicação para tornar o dia do tratamento mais leve. Uma paciente uma vez me falou que o mais difícil da doença é na hora que você chega na sala de medicação para iniciar o tratamento. Ela chama de a hora da verdade pois, não tem mais como escapar do diagnóstico. Portanto tirar um sorriso ou distrair o paciente e familiar no momento do tratamento, só vai fazer bem para o paciente. Acredito que além de uma alimentação saudável, exercicios físicos, fazer coisas que dão prazer, o amor e o sorriso vão só agregar para a vida destas pessoas e para a vida dos palhaços também”, finaliza Cibele Antunes, idealizadora do projeto.

Deixe um comentário

*