Como cortar custos e despesas empresariais

Em momentos como os vividos atualmente é preciso uma busca implacável na eliminação dos desperdícios visíveis e invisíveis.

Em momentos como os vividos atualmente é preciso uma busca implacável na eliminação dos desperdícios visíveis e invisíveis.

A preocupação com os custos e despesas no ambiente empresarial brasileiro em tempos de crise econômica é fato comum entre as organizações. “Para ser vitorioso nessa jornada altamente desafiadora é necessário buscar o corte inteligente de desperdício e não da essência da atividade empresarial vital a sua continuidade” revela Luiz Claudio Fontes, sócio da RSM, sétima maior rede de auditoria, tributos e consultoria do mundo, presente em mais de 110 países.

Em momentos como os vividos atualmente é preciso uma busca implacável na eliminação dos desperdícios visíveis e invisíveis. “Para enxergar deformações na estrutura de custos e despesas precisamos ter uma visão holística, imparcial, e procurar de forma combativa e disciplinada otimizar os recursos humanos, tecnológicos e financeiros da entidade empresarial” explica Fontes.

Local e internacionalmente a preocupação se repete. Muitas empresas refinaram seus processos produtivos na última década, mas ainda há oportunidade de reduzir despesas em partes mais obscuras dos negócios — a famosa e boa eliminação de custos e despesas que se caracterizam por desperdícios invisíveis.

Os sistemas de gestão de custos devem se diferenciar de acordo com as estratégias das empresas, não há uma fórmula mágica que se encaixe em todas as situações. Um forte exemplo é o caso da Nike, uma corporação com claro foco em marketing, a fabricação de tênis foi riscada da lista de atribuições e a produção foi terceirizada sem prejuízo para o negócio.

Demissões de colaboradores por vezes são inevitáveis; bem como fechamentos e vendas de operações, em muitas circunstâncias, necessários.

É sempre tempo de buscar uma economia de custos e despesas e algumas dicas importantes para atingir este objetivo são:

  • Muita análise para pesquisar os desperdícios e eliminá-los;
  • Ter uma equipe multidisciplinar que conheça custos, logística, contabilidade, processos, controles, tecnologia da informação e com apoio metodológico analise de forma desprendida e corajosa o que agrega e o que não agrega visível e invisivelmente valor ao negócio;
  • Identificado os “ralos” das perdas corte-os sem dó e piedade, pois o negócio precisar permanecer sadio;
  • Sair da zona de conforto nos tempos difíceis faz com que os cortes de custos e despesas melhorarem a forma que organização faz o seu negócio e garante uma retomada de crescimento mais rápida quando a dificuldade passar.
SERVIÇO:

RMS

Site: www.rsmbrasil.com.br

Comments are closed.