Chapeuzinho vermelho é vista no Brasil

Polêmica: Baianos presenciaram uma grande discussão entre a jovem e o irmão do Lobo Mau, no Pelourinho.

Já imaginou ler a história da Chapeuzinho de forma diferente? Transbordando costumes brasileiros, falando dos pratos deliciosos da culinária baiana e mostrando tudo que nossa cultura tem de melhor? Palmira Heine, escritora baiana, professora universitária e poetisa, traz o ineditismo das terras tupiniquins para o famoso conto protagonizado por uma garotinha que não fica sem sua capa vermelha.

Originalmente escrito pelo francês Charles Perrault no século XVII, o conto da Chapeuzinho Vermelho foi inspirado no folclore gaulês, e publicado no livro Contos da Mamãe Gansa, que reúne também outras narrativas que até hoje fazem parte do imaginário infantil. Porém, essa história já foi contada e adaptada nos mais diversos locais do mundo e agora é a vez do Brasil!

Chapeuzinho, sua mãe e a vovozinha resolveram fazer uma viagem às terras brasileiras e a primeira parada é um dos mais belos cartões postais do país, Salvador. A menina sai da pequena vila francesa onde mora em busca de novas aventuras, mas o que ela não sabe é que Dom Lobão (irmão do famoso Lobo Mau) irá segui-las. Ela conseguirá se livrar do vilão? Você deve estar se perguntando, como Chapeuzinho e Dom Lobão conseguem se virar em um país de língua tão diferente? Calma, há uma explicação para isso! Chapeuzinho aprendeu tudinho com alguns personagens de Monteiro Lobato, enquanto fazia um curso, e o irmão do Lobo Mau aprendeu seu português enrolado em um congresso de vilões, também com personagens de Lobato. Enfim, já que esclarecemos isso, podemos continuar...

Chapeuzinho no Pelô brinca com o tradicional e mostra a famosa história infantil de forma lúdica e entrelaçada com elementos da cultura baiana. Durante o livro, a personagem passeia em muitos pontos de Salvador e descobre tudo o que há de melhor no lugar. Além disso Chapeuzinho no Pelô traz importantes mensagens para crianças e adultos, e não se contenta em divertir apenas os pequenos, os já bem crescidinhos podem se jogar na história da mesma forma.

As ilustrações de Tiago Sansou dão um toque especial e fazem qualquer um se encantar com a diagramação delicada e bem pensada, que varia imagens e textos, facilitando a leitura. Seja o leitor nato ou um iniciante, Chapeuzinho no Pelô faz com a que a leitura flua facilmente.

Além disso, as imagens valorizam ainda mais a cultura brasileira, que ganham cores vivas e muita representatividade. Falando nisso, valorização da cultura baiana é o que não falta, os aspectos mais interessantes do Brasil aparecem na obra das maneiras mais cativantes.

Escritora de diversas obras infantis, Palmira Heine tem se dedicado à literatura infantil há anos. Suas histórias levam os pequenos leitores a viajarem no mundo da imaginação, estimulando o gosto pela leitura. A baiana é formada em Letras e preza por temas relevantes como respeito, diversidade, e assuntos que levem os pequenos a grandes reflexões.

Serviço:
Título: Chapeuzinho no Pelô
ISBN: 97885458586029
Editora: Evangraf
Altura: 20
Largura: 20
Preço: R$30,00

Sobre a autora: Palmira Heine é doutora em Linguística pela Universidade Federal da Bahia, é atualmente professora de Linguística atuando em Universidades. Poetisa desde tenra idade, já teve inúmeros poemas publicados em diversas antologias. É autora do livro Poemas de Alforria em que publicou seus poemas. É também autora de diversos livros infantis. Publicou, juntamente com Katia Rocha o livro infantil Meu Planeta Azul que falava da necessidade de preservação da Natureza, e é única autora do livro O pontinho desapontado, onde, brincando com a história de um ponto final que queria se transformar em vírgula, trata da importância de cada um no mundo. Escreveu também um livro infantil intitulado O reino todo amarelo que busca mostrar a importância do respeito à diversidade e às diferenças. É autora do livro O autor é você, publicado pelo Selo Editorial Pingo de letra, Editora Scortecci, destinado também ao público infantil. Este livro, ganhou o prêmio Literário melhores do ano de 2015 da Literarte, devido à originalidade e criatividade da obra. Autora também do livro infanto-juvenil Amendoin, a tartaruguinha encantada, que trata da importância do respeito à natureza e do combate à poluição.

#ChapeuzinhonoPelo #CharlesPerrault #Evangraf #PalmiraHeine #ChapeuzinhoVermelho

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*