Canvas repete o sucesso na América Latina e aumenta aposta para 2019

Empresa líder em tecnologia para educação nos EUA fechou diversos contratos na região.

Fundado em 2011, o Canvas alcançou este ano a liderança em sistema de gestão da aprendizagem (LMS, na sigla em inglês) nos Estados Unidos. A plataforma já está presente em 1.218 estabelecimentos de ensino americanos, incluindo as universidades que formam a chamada Ivy League, grupo das melhores instituições de ensino superior dos EUA.

O sucesso do Canvas se deve, em grande parte, à sua interface simples, fácil de usar e aberta a inovações. Desenvolvido pela empresa global de tecnologia Instructure, o Canvas tem ganhado adeptos rapidamente, destronando sua principal concorrente Blackboard, que dominou o segmento de LMS durante 20 anos nos EUA.

“O Canvas foi criado para ser algo bem diferente de seus concorrentes. Nós já nascemos nativos em nuvem. Não foi fácil no começo, porque era uma aposta arriscada, mas valeu a pena. Hoje, não há mais medo de ter o conteúdo hospedado na nuvem. Pelo contrário: as instituições de ensino buscam exatamente isso”, disse Lars Janér, diretor do Canvas na América Latina.

No Brasil, o Canvas fechou negócio com diversas instituições de ensino, como a PUC Minas, a FIA, a Fundação Lemann, o Ensino Einstein, a Fundação Dom Cabral e a FAM. Em outros países da América Latina, o Canvas também avança a passos rápidos. A plataforma já é usada pela Universidad de Los Andes, UDD e PUC no Chile, a Aden International Business School, na Argentina, e o IPADE Business School, no México.

Rogério Bandeira, pró-reitor de EaD do grupo de universidades privadas FAM, disse que a empresa decidiu adotar o Canvas depois de fazer uma análise minuciosa das opções disponíveis no mercado. “A escolha se deveu à possibilidade de fazermos nossas próprias inovações sobre a plataforma nativa e à interface simples e intuitiva do Canvas. Começamos a transição há um mês e a implementação foi bem tranquila, com um feedback positivo dos alunos”, explicou Rogério.

O Censo da Educação Superior 2017, feito pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mostrou um rápido avanço do ensino a distância no Brasil. Entre 2016 e 2017, o número de alunos que se matricularam em cursos de EaD cresceu 27%. A modalidade já representa 33% do total de estudantes cursando ensino superior no país.

“O acesso à educação de qualidade utilizando plataformas online pode ser um divisor de água na vida de um jovem que está se preparando para o mercado de trabalho. Num país como o Brasil, de dimensões continentais e um grande contingente de jovens carentes de conteúdo educacional de qualidade, a educação a distância tem um papel importante a cumprir”, afirmou Janér.

#Canvas #LMS #IvyLeague #Instructure #Inep #FAM

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*